A Agenda 2030 e o conteúdo informacional mediado por bibliotecas em Serviços de Redes Sociais Online: um estudo de caso para a Biblioteca Central da Universidade Federal do Pará

Biblioteca Central da Universidade Federal do Pará Artigo em Periódico

As Tecnologias de Informação e Comunicação possibilitaram novas formas para o processo de mediação da informação no âmbito das bibliotecas universitárias, disponibilizando ferramentas, como os Serviços de Redes Sociais Online, que proporciona maior interação com o usuário.

Os Serviços de Redes Sociais Online estão sendo aplicados por diversos setores da sociedade e apresentam baixo custo de investimento financeiro para um grande alcance perante a sociedade.

Neste contexto, esta pesquisa tem como objetivo analisar o conteúdo informacional que está sendo mediado por meio dos perfis da Biblioteca Central Dr. Clodoaldo Beckmann nos Serviços de Redes Sociais Online, mais especificamente o perfil institucional da Biblioteca no Facebook, com o intuito de compreender o seu papel no desenvolvimento social e sustentável da Região Amazônica, com enfoque na relação com a Agenda 2030.

Pesquisas demonstram apesar dos avanços, os Indicadores de Desenvolvimento Humano (IDH) na Amazônia ainda são inferiores às médias nacionais. Em 2016, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento realizou uma lista classificatória (ranking) de Índices de Desenvolvimento Humano Médio (IDHM) dos municípios brasileiros, onde constatou-se que o município de Melgaço, Estado do Pará, apresenta o menor índice da Amazônia Brasileira.

Desta forma, a pesquisa verifica se os dados coletados por meio das postagens do perfil da biblioteca no Facebook estão de acordo com o que preconiza as diretrizes estipuladas pela IFLA, na qual denomina que as bibliotecas são agentes promotores do desenvolvimento social e sustentável, por possibilitarem o acesso público à informação.

De acordo com os procedimentos metodológicos, esta pesquisa está classificada como estudo de caso, utilizando como técnica a observação sistemática. O instrumento utilizado foi um formulário baseado em estudos prévios e as diretrizes propostas pela IFLA, onde os dados foram categorizados quanto ao tipo de conteúdo e as características da mensagem.

A amostra foi delimitada as postagens realizadas no período dos meses de março a setembro do ano de 2019. Conclui que a Biblioteca Central Dr. Clodoaldo Beckmann ainda prioriza mediar informações quanto a divulgação de seus produtos e serviços. No entanto, percebe-se uma preocupação desta em mediar informações que possam contribuir para o bem-estar e saúde e também, para a elevação do nível de aprendizagem dos estudantes, sendo este tipo de conteúdo classificado como informações gerais, mediado através do quadro Dicas da Semana, que divulga informações quanto ao incentivo à leitura, gerenciamento do tempo de estudo, preservação do acervo, acessibilidade e técnicas de memorização. Por ser uma das maiores bibliotecas universitárias da Região Norte do Brasil, outro fator utilizado para ampliar o acesso a informação para o desenvolvimento humano e social da Região Amazônica são as postagens do tipo Campanha, que são realizadas em parceria com instituições tais como: a Comunidade Cruzeirinho do baixo Acará, o Hospital Universitário João de Barros Barreto, a Superintendência do Sistema Prisional do Estado do Pará, a Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Pará. Contribuindo para o alcance dos objetivos da Agenda 2030 que visa garantir que todos os seres humanos possam desenvolver o seu potencial quanto a dignidade e igualdade, em um ambiente saudável e acessível a todos.

Autores

Texto completo disponível em

  1. Complexitas
  2. ResearchGate
  3. Academia.edu
Fernando de Assis Rodrigues
Dr. Fernando de Assis Rodrigues é professor na Universidade Federal do Pará, Brasil.

Leave a Reply