Artigo em Periódico

Análise de dados sobre postagens e documentos veiculados em…

O objetivo foi analisar as postagens relacionadas à covid-19 em Serviços de Redes Sociais On-line por parte do Corpo de Bombeiros Militares, especialmente o caráter informativo desta instituição, com o propósito de identificar a relação entre postagens e documentos oficiais.

Como procedimentos metodológicos foram delimitadas as seguintes ações: coletar os dados das postagens; analisar os dados, incluindo o cálculo de representatividade de postagens com suporte de documentos, os serviços mais utilizados e os períodos das postagens; verificar os termos de classificação; e realizar a análise dos documentos oficiais. A amostra foi delimitada ao Corpo de Bombeiros Militar dos estados do Pará, do Ceará, de São Paulo, de Santa Catarina e de Goiás – no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Os resultados apontam tempestividade na publicação de conteúdos nesses serviços nos primeiros dias. As publicações foram marcadas com termos da temática e do georreferenciamento. Identificou-se um baixo percentual de publicações ligadas a documentos oficiais: 5,05% do total analisado. Destacam-se o Instagram, com maior veiculação, e a atuação nos estados de Goiás, Santa Catarina e Pará.

Acesso ao texto completo

Autores

Fotografia de Fernando de Assis Rodrigues
Fotografia de Fernando de Assis Rodrigues
Fotografia de Jocivaldo Pereira Tavares
Fotografia de Jocivaldo Pereira Tavares
Exemplo de aproximações identificadas na tag “açai” Artigo em Periódico

Análise de Tags na Venda de Fruitas da Amazônia…

A indexação social é a capacidade de representação da informação feita pelos próprios usuários de um sistema, para fins de compartilhamento e recuperação da informação. Em um Serviço de Rede Social On-line (SRSO) é possível perceber os aspectos intrínsecos da indexação social por meio da utilização de tags na comercialização de produtos.

O objetivo do estudo foi analisar as tags para caracterizar a indexação social nos anúncios de venda de frutas amazônicas, dentro de um Serviço de Rede Social On-line. Os procedimentos metodológicos foram realizados através de uma análise exploratória, de cunho experimental com participação direta; a coleta de dados selecionou os anúncios que tratam individualmente sobre cada fruta no Facebook Marketplace.

A partir das análises dos conjuntos de dados foi possível verificar os aspectos da utilização das tags nos anúncios quanto à quantidade e frequência, classificou-se as tags a partir da função que cada uma desempenha em relação ao recurso indexado pelo usuário. Além disso, observou-se aspectos quanto à localização geográfica e a representação do conteúdo no título do anúncio.

Foi possível identificar a indexação social no uso das tags no SRSO Facebook Marketplace quando se trata de frutas amazônicas, pois as tags são constituídas de valor semântico e não apenas fragmentos textuais descontextualizados: possuem aspectos intrínsecos que depende do usuário ou dos grupos de usuários, a qual utilizam com a finalidade de atribuir uma interpretação que pode variar diante do contexto.

Acesso ao texto completo

Autores

Fotografia de Amanda Garcia Gomes
Fotografia de Fernando de Assis Rodrigues
Fotografia de Fernando de Assis Rodrigues
Fotografia de Franciele Marques Redigolo
Fotografia de Franciele Marques Redigolo
Fotografia de Mariângela Spotti Lopes Fujita
Fotografia de Mariângela Spotti Lopes Fujita
Logotipo da RECoDAF Artigo em Periódico

Pandemia, agricultura familiar e Tecnologia da Informação e Comunicação:…

Esse editorial reflete sobre um evento que marcou o ano de 2020. O momento é de uma pandemia, que trouxe à tona desafios já antes enfrentados na história, mas com um tempero a mais – a interrelação das pessoas as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Talvez esse marco tenha impulsionado, ou até mesmo consolidado, uma tendência que já estava se embrenhando nos tecidos sociais desde a “universalização” dos dispositivos digitais e da Internet, denominada por Castells (1999) como Sociedade da Informação.

Autores

  • Fábio Mosso Moreira
  • Fernando de Assis Rodrigues

Acesso ao editorial do periódico

Funcionamento do Blockchain do Bitcoin Artigo em Periódico

Arquivologia e blockchain: discussão teórica sobre oportunidades e barreiras

Embora tenha sido uma tecnologia criada a fim de solucionar problemas de transações financeiras, o Blockchain possui características que podem contribuir nas atividades arquivísticas referentes à segurança de documentos digitais. Sendo necessário examinar os desafios que esta tecnologia pode trazer à Arquivologia, esta pesquisa tem como objetivo identificar as oportunidades e barreiras apresentadas pelo Blockchain.

Trata-se de uma pesquisa bibliográfica qualitativa e quantitativa, realizada por meio da análise de comunicações científicas publicadas em periódicos e em anais de congresso, coletadas durante os meses de abril e maio de 2019, nas bases de conhecimento Google Acadêmico, SciELO e Web of Science. Entre as 108 publicações coletadas, 57 foram descartadas por não atenderem os critérios definidos. Um total de 51 publicações foram analisadas, dentre as quais foram identificadas 12 com temas relacionados com a área de conhecimento. Após a aplicação do critério de qualidade da pesquisa, foram analisadas 5 publicações.

Quanto às oportunidades oferecidas pelo Blockchain, a integridade de documentos digitais e acesso à informação estão entre os assuntos mais abordados. Em contrapartida, o tempo elevado para registrar uma informação, a obsolescência tecnológica e questões de privacidade estão entre as barreiras de aplicação do Blockchain. Conclui-se que o Blockchain pode ser importante para a Arquivologia não só para assegurar a autenticidade de documentos, mas também para otimizar e manter a segurança na tramitação e no armazenamento de documentos arquivísticos digitais. Todavia, há que se discutir com mais profundidade acerca da preservação a longo prazo, privacidade de informações e do usuário.

Autores

Acesso ao artigo em periódico