Estudo de aderência entre padrões de representação de dados sobre entidades

Projetos de sistemas de informação voltados à disseminação de dados originários e destinados para setores específicos necessitam de estruturas na fase de armazenamento que propiciem esta disseminação. Uma das entidades presentes neste contexto é a formalização da representação de pessoas, empresas e organizações e para a explicitação deste tipo de informação é necessário um conjunto específico de atributos. Entretanto, distintas aplicações destes conjuntos de dados são realizadas com o uso diferentes padrões e estruturas, o que torna complexo o armazenamento unificado deste tipo de informação.

Portanto, o objetivo deste trabalho é estudar a aderência entre os padrões de representação de dados vCard e o vocabulário Friend of a Friend (FOAF), definindo um núcleo comum para a explicitação de entidades desta temática para setores específicos – com independência tecnológica – necessárias à estruturação de bases de dados na fase de armazenamento destes conjuntos de dados.

Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Redes Sociais Online

O uso de serviço de redes sociais on-line suscitam preocupações na forma que informações dos indivíduos são compartilhadas, como, por exemplo, a partir do processo de coleta de dados de usuários que estão armazenados nas instituições proprietárias dos serviços. O objetivo deste estudo é estabelecer uma contextualização dos conceitos envolvidos no processo de coleta de dados disponibilizados por serviços de redes sociais online, a partir da análise de conteúdo realizada em documentos de cunho técnico-operacional e nos Termos de Uso e pela exploração das características das interfaces de coleta.

Ações para disponibilização de datasets governamentais em Linked Open Data

Os princípios de Linked Open Data (LOD) estabelecem um novo modo de compartilhamento de datasets (conjuntos de dados) abertos pela internet, com objetivo de promover a ampla distribuição de dados estruturados em linguagens como a eXtensible Markup Language (XML) e em concomitância com as recomendações do padrão Resource Description Framework (RDF).

Neste cenário, datasets governamentais têm papel de destaque: representam 18,58% da quantidade total de datasets de LOD existentes e 41,54% destes datasets governamentais possuem ao menos um vínculo com ontologias ou vocabulários controlados, segundo resultados do mapeamento elaborado pelo projeto Linking Open Data cloud diagram.

Entretanto, ainda existem características nas estruturas dos datasets de LOD no momento da recuperação de dados que não são consideradas ideais ou boa prática adotada, tais como a ausência de metadados e de licenças de uso. Ações para tornar acessíveis dados governamentais públicos são parte integrante de discussões sobre tendências de modernização dos modelos de administração pública, que procuram redistribuir competências e recursos dentre diferentes organizações intra e extragovernamentais, permitindo um maior pluralismo institucional nas funções públicas.

Analise do uso de redes sociais como ferramenta para divulgação de conteúdos publicados em sites: um estudo do projeto de extensão CoDAF

Este trabalho tem como objetivo identificar elementos que permitam analisar a eficácia de estratégias de divulgação de um site de projeto de extensão por meio da utilização de redes sociais.

O universo de pesquisa foi delimitado a estatísticas disponíveis no site do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF) e disponíveis no gerenciamento de páginas da rede social Facebook, no período de outubro de 2014 a julho de 2015.

Uso de taxonomia sobre privacidade para identificação de atividades encontradas em termos de uso de redes sociais

O objetivo deste trabalho é explicitar, a partir dos termos de uso de redes sociais, elementos que permitam identificar possíveis atividades que apresentem efeitos potencialmente prejudiciais a privacidade, seja por agentes internos ou externos.

Para tanto, utilizou-se a Taxonomia da Privacidade de Solove para estabelecer uma categorização destas ações nos termos de uso disponibilizados pelas redes sociais, com enfoque nas diretrizes estabelecidas nestes termos sobre questões inerentes as fases de coleta e armazenamento de dados pessoais.