Uso de taxonomia sobre privacidade para identificação de atividades encontradas em termos de uso de redes sociais

O objetivo deste trabalho é explicitar, a partir dos termos de uso de redes sociais, elementos que permitam identificar possíveis atividades que apresentem efeitos potencialmente prejudiciais a privacidade, seja por agentes internos ou externos.

Para tanto, utilizou-se a Taxonomia da Privacidade de Solove para estabelecer uma categorização destas ações nos termos de uso disponibilizados pelas redes sociais, com enfoque nas diretrizes estabelecidas nestes termos sobre questões inerentes as fases de coleta e armazenamento de dados pessoais.

O universo de pesquisa foi delimitado ao estudo dos termos de uso de três das principais redes sociais no momento da pesquisa. Os resultados estão divididos em duas partes: a primeira, identifica indícios de possíveis atividades prejudiciais à privacidade, através da vinculação das características de trechos nos termos de uso com os conceitos da taxonomia, e; a segunda, apresenta comparações entre as classificações possibilitadas pela taxonomia e seu nível de ocorrência nos termos de uso estudados.

Concluiu-se que a aplicação de uma taxonomia apropriada pode auxiliar no estudo de termos de uso, possibilitando a explicitação de atividades previstas nestes termos, o que permite inclusive, propostas de futuras aplicações desta metodologia em outros contextos.
Palavras-chave: Privacidade. Tecnologias da Informação e Comunicação. Dados pessoais. Redes Sociais. Taxonomia da Privacidade.

Autores

  1. Fernando de Assis Rodrigues
  2. Ricardo César Gonçalves Sant’Ana

Texto completo disponível em

  1. XII Congresso ISKO España e II Congresso ISKO España-Portugal
  2. Research Gate
  3. Academia.edu

Apresentação em slides

Dr. Fernando de Assis Rodrigues é pesquisador na Universidade Estadual Paulista, Brasil.

Leave a Reply